sexta-feira, 23 de março de 2007

Confissões de Maysa


Acima, um auto-retrato de Maysa, rabiscado a lápis, em um de seus diários de adolescência. A cantora manteve, desde a juventude, o hábito de deixar registrado tudo o que aconteceu em sua vida. A última anotação é datada de cerca de um mês antes de sua morte, aos 40 anos. Os diários estavam cuidadosamente preservados nos báus de Maysa, a que tive acesso irrestrito durante a fase de pesquisa para a biografia. Havia entre os papéis, inclusive, um esboço de autobiografia, cujo conteúdo será pela primeira vez revelado ao público.