quarta-feira, 16 de maio de 2007

Maysa, na "Quem"








A revista Quem (Editora Globo) desta semana chega às bancas com uma matéria de cinco páginas, assinada pelo jornalista Valmir Motarelli, com muitas fotos, sobre a biografia Maysa: Só numa multidões de amores. Confira um trecho:

A revista Escândalo de agosto de 1958 dizia: "Maysa está seguindo um caminho que fatalmente a conduzirá à ruína e à degradação moral: a bebida". A cantora tinha virado um prato cheio para a imprensa. "Ela teve a vida devassada como nenhum outro artista. Foi notícia por um ano inteiro, de 1o de janeiro a 31 de dezembro de 1958. Todo dia, saía algo sobre ela nos jornais", conta Lira Neto. Questionada sobre como teria começado a perseguição da mídia, ela disse: "Acho que foi no primeiro pileque. Não convidei todos eles para tomar pileque junto comigo."

A íntegra da matéria, no site da publicação, é aberto apenas para internautas cadastrados no portal Globo.com. Se você é um deles, clique aqui.