sábado, 19 de maio de 2007

Maysa, no Estado de Minas


Biografia de Maysa revela a história de uma artista à frente de seu tempo

Trabalho de Lira Neto, ao respeitar a verdade de uma vida ousada, é homenagem ao espírito livre da cantora

ÂNGELA FARIA

A família de Maysa dá uma lição ao "rei". Enquanto o ídolo da Jovem Guarda impede a venda da biografia não-autorizada Roberto Carlos em detalhes, mandando o livro de Paulo César de Araújo para a fogueira – com o aval da Justiça e a condescendência da Editora Planeta –, os Monjardim honram a memória da polêmica cantora e compositora, dona dos olhos mais bonitos da MPB. Escrito pelo jornalista Lira Neto, Maysa – Só numa multidão de amores (Editora Globo) não esconde nada. Estão lá o sucesso, a mulher à frente de seu tempo (quando ninguém falava em feminismo), porres, pontapés do marido espanhol, vexames, tentativas de suicídio, infidelidades e a sucessão de casos amorosos.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.