quarta-feira, 13 de junho de 2007

Noite de autógrafos em Vitória


Maysa e Bôscoli em Vitória, nos anos 60

O jornalista e professor Victor Gentilli, paulista radicado no Espírito Santo, foi quem começou a tramar tudo. Ângela Monjardim, parente de Maysa, gostou da idéia e entrou na roda. Pois esses dois convocaram um grupo de amigos capixabas - Eliane Gonzaga, Marcos Ribeiro de Moraes, Rosane Serafini e Tarcisio Faustini - e todos, generosamente, tocaram o barco.

Assim é que nesta quinta-feira, 14 de junho, terei o prazer de fazer uma noite de autógrafos de Maysa: Só numa multidão de amores em Vitória, cidade que está indissoluvelmente ligada à vida da biografada.

O evento, aberto ao público e com direito a comes e bebes, está marcado para as 21 horas, na Aliança Francesa, localizada na rua Alaor de Queiroz Araújo, 200, na Enseada do Suá.

Durante a fase de pesquisa e entrevistas para o livro, estive na bela e simpática Vitória, de onde trouxe muitas informações e um punhado de novos amigos. Entre eles, José Roberto Santos Neves (autor de um ótimo perfil biográfico de Maysa), Jayme Figueira, Sérgio Sarkis e Cariê Lindenberg. Espero reencontrar todos por lá, na noite de autógrafos. Então brindaremos a Maysa. Depois, segundo me prometeu o Victor, iremos comer a tradicional moqueca capixaba, preparada pelo chef Geraldo, no seu acolhedor restaurante do Jardim da Penha.

Já estou com água na boca.

PS: O garçom da foto lá de cima, que não consegui identificar, está convidado para a esbórnia. Quem souber quem é ele, favor tratar de avisá-lo. Ele merece. Imagino o trabalho que teve com aquela dupla do barulho que aparece ao lado dele.