segunda-feira, 15 de março de 2010

"Padim Ciço" made in China



Matéria na "IstoÉ Dinheiro" conta o caso de sucesso de Jony Wang Kai, o chinês que começa a fazer fortuna em Juazeiro do Norte comercializando milhares de estatuetas de Padre Cícero. Detalhe: todas têm chip eletrônico e cantam benditos.

"O curioso da história toda é que as 160 mil estatuetas vendidas por Wang Kai não são fabricadas aqui e sim na China, importadas em grandes contêineres pelo porto de Pecém, a cerca de 60 quilômetros de Fortaleza", diz o texto assinado pelo jornalista Tom Cardoso.

Para ler a matéria da "IstoÉ Dinheiro" na íntegra, clique aqui.